Tosse Crônica

A  Tosse é um mecanismo de defesa do sistema respiratório, sua função é limpar as vias respiratórias de secreções, substâncias inaladas indesejadas, etc. Inicialmente é preciso saber se a tosse realmente é crônica.

Existem duas categorias de tosse:

o Tosse aguda – quando dura menos que tres semanas.
o Tosse crônica – quando dura tres semanas ou mais.

É preciso lembrar que a tosse, seja aguda ou crônica, é uma manifestação que pode estar presente em uma série de doenças. Alguns sintomas que podem acompanhar a tosse crônica devem fazer
você ficar alerta e procurar o médico: Escarro amarelado, esverdeado ou com sangue.
o Chiado (ronqueira) no peito.
o Febre maior ou igual a 37,8o C persistente.
o Perda de peso.
o Sudorese noturna (acordar com as roupas de dormir molhadas de
suor).
o Cansaço para fazer atividades comuns ou ao deitar.
o Sensação de algo na garganta, fazendo com que você sinta
necessidade de limpá-la com freqüência, e tenha pigarro
o Boca amarga ao acordar, azia freqüente ou queimação no peito
o Após um resfriado, melhoramos de tudo e apenas a tosse continua.

Que exames são feitos para avaliar um caso de tosse crônica?
Em geral uma radiografia de tórax e da face são indicadas inicialmente para ver se há sinusite ou alguma doença pulmonar.
Se existe uma alteração nestes exames o diagnóstico vai depender dos achados encontrados.

Quais são as causas mais comuns de tosse crônica quando a radiografia dos pulmões e da face são normais?

As principais causas são:
3.1 Tabagismo –
3.2 Gotejamento nasal posterior.
3.3 Refluxo gastro-esofágico –.
3.4 Bronquite crônica –.
3.5 Medicamentos –.
3.6 Hiperreatividade brônquica –

Bronquiectasias
Colapsabilidade Traqueobrônquica
Tumores centrais
Discinesia de cordas vocais
Coqueluche

Como o médico faz o diagnóstico?
Inicialmente o médico conversa de forma minuciosa com a pessoa acometida pela tosse, indagando sobre exposições, sintomas, uso de medicações, tabagismo etc.

Se houver possibilidade para realizar exames complementares, os principais a serem solicitados para pesquisar estas causas mais comuns são: prova de função pulmonar, tomografia de seios da face, pHmetria de 24
horas. A necessidade de outros exames dependerá das outras hipóteses diagnósticas, podendo incluir: tomografia de tórax de alta resolução, broncoscopia, etc.

Como se trata a Tosse Crônica?
Os especialistas raramente usam xaropes ou gotas para “cortar a tosse”, especialmente se for crônica. O tratamento é decidido conforme a causa da tosse. Cada uma das causas mais freqüentes tem um tratamento diferente. Assim, frente a um quadro de tosse crônica, o tratamento será eficaz se a causa for determinada adequadamente.