Pneumonia

O que é Pneumonia?

A Pneumonia é uma infecção ou inflamação nos pulmões. Ela pode ser causada por vários microorganismos diferentes, incluindo vírus, bactérias, parasitas ou fungos.

Como se desenvolve?

As manifestações clínicas da Pneumonia se desenvolvem quando, por algum motivo, há uma falha nos mecanismos de defesa do organismo.

O que se sente?

A Pneumonia bacteriana clássica inicia abruptamente, com febre, calafrios, dor no tórax e tosse com expectoração (catarro) amarelada ou esverdeada que pode ter um pouco de sangue misturado à secreção. A tosse pode ser seca no início. A respiração pode ficar mais curta, a pessoa pode ter falta de ar.
Em idosos, confusão mental pode ser um sintoma freqüente, além da piora do estado geral (fraqueza, perda de apetite e desânimo, por exemplo). Nas crianças, os sintomas podem ser vagos (diminuição do apetite, choro, febre).

Como o médico faz o diagnóstico?

O diagnóstico da Pneumonia pode ser feito apenas baseado no exame físico alterado e na conversa que o médico teve com seu paciente que relata sinais e sintomas compatíveis com a doença.
Normalmente, o médico utiliza-se dos exames de imagem (raios-X de tóraxou, até mesmo, da tomografia computadorizada de tórax) e de exames de sangue como auxílio para diagnóstico

O exame de escarro também é muito importante para tentar identificar o germe causador da pneumonia.

Qual o tratamento da Pneumonia?

Cada caso é avaliado individualmente e se definirá, além do tipo de antibiótico, se há ou não necessidade de internação.
Nos casos graves, até mesmo a internação em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) poderá ser necessária.

Como se previne?

Como já foi mencionado anteriormente, muitas vezes uma gripe ou resfriado podem preceder uma pneumonia. Para tentar evitar isso, vacinas foram criadas.
Existe no mercado a vacina contra o Vírus influenza e outra contra o pneumococo, que podem diminuir as chances do aparecimento das doenças causadas por estes germes. Estas vacinas devem ser feitas anualmente em idosos e naquelas pessoas com maior risco de ter uma Pneumonia. A vacina contra pneumococo deverá ser feita em idosos e naquelas pessoas com o vírus do HIV, doença renal, problemas no baço, alcoolistas ou outras condições que debilitem o sistema de defesa do organismo.

Quais as complicações que podem ocorrer?

Considera-se que hoje seja a causa de 10 % das internações hospitalares. A mortalidade oscila entre 10 e 25 %.dos internados.Apesar de a mortalidade das pneumonias comunitárias ter caído 15%, entre os idosos esse índice dobrou.